As Aparições de La Salette

A Virgem de La Salette apareceu a duas crianças em 1846 perto do povo de La Salette-Fallavaux, em Isère, França. Os dois jovens pastores, chamados Santa Maria Melania de la Cruz e de La Salette (nascida Mélanie Calvat), de 15 anos, e São Maxi-mino Giraud, de 11 anos, contaram como no sábado, 19 de setembro de 1846, por volta das três da tarde, quando cuidavam das vacas de seus amos em uma montanha perto do povo alpino de La Salette, viram aparecer dentro de uma luz resplandecente, mais brilhante que o sol, uma ‘Bela Senhora’ em lagrimas que se dirige a eles.

Primeiro sentada e chorando com a cabeça entre as mãos, a ‘Bela Senhora’ se levanta e fala longamente. Lhes explica que chora pela impiedade imperante na sociedade e os exorta a renunciar a dois pecados graves que se tornaram muito comuns: a blasfêmia e não tomar o domingo como dia de descanso e de assistência à Missa. Prevê castigos espantosos que virão se as pessoas não mudarem e promete a clemencia divina para aqueles que mudarem. Por fim, pede às crianças que rezem, façam penitência e divulguem a sua mensagem.

 

A Virgem disse aos pastorzinhos, entre outras coisas, que a mão de seu Filho era tão forte e pesada que já não podia mais segurá-la, a menos que o povo fizesse penitência e obedecesse às leis de Deus. Do contrário, teriam muito que sofrer. As pessoas não observam o Dia do Senhor, continuam a trabalhar sem parar aos Domingos. Apenas algumas mulheres mais velhas vão à Missa no verão. E no inverno quando não têm mais nada para fazer, vão à igreja para zombar da religião. O tempo da quaresma é ignorado. Os homens não podem jurar sem tomar o Nome de Deus em vão. A desobediência e passar por alto dos mandamentos de Deus são as coisas que tornam a mão de seu Filho seja mais pesada.

 

Ela continuou a conversar e lhes previu uma terrível fome e escassez. Disse que a colheita de batatas tinha sido estragadas por essas mesmas razões do ano anterior. Quando os homens encontraram as batatas podres, juraram e blasfemaram contra o nome de Deus ainda mais. Lhes disse que esse mesmo ano a colheita voltaria a estragar e que o milho e o trigo se tornaria pó ao golpear, as nozes se danificariam, as uvas se apodreceria.

Toda a luz dentro da qual se apresenta e que envolve completamente os três, provém de um grande crucifixo que carrega no peito, rodeado por um martelo e um alicate. Leva sobre os ombros uma corrente e, ao lado, umas rosas. Sua cabeça, sua cintura e seus pés estão também rodeados de rosas; vestida de branco, com xale ou lenço de rubi e avental dourado. No final, a “Bela Dama” sobe por uma pendente e desaparece entre a luz.

 

Santa Maria Melania nos conta como aconteceu a aparição: Maximino me disse que ensinara um jogo. A manhã estava avançada; lhe disse a para colher flores para fazer o ‘Paraiso’. Nós dois começamos a trabalhar. Logo tínhamos uma boa quantidade de flores de diferentes cores. Se ouviu o Angelus da vila, pois o céu estava sereno e sem nuvens. Depois de contar a Deus o que sabíamos, disse a Maximino que devíamos levar as nossas vacas a um pequeno terreno, perto de um pequeno barranco onde haveria pedras para construir o ‘Paraíso’. Levamos nossas vacas para o local designado e imediatamente preparamos nossa pequena refeição. Então, começamos a carregar as pedras e construir nossa casinha que consistia em um andar térreo que se chamava nosso quarto e depois um andar acima que era, segundo nós, o ‘Paraíso’. Este andar estava todo adornado com flores de diferentes cores com coroas suspensas em talos de flores. O ‘Paraíso’ estava coberto por uma única e larga pedra que tínhamos coberto com flores; também penduramos coroas em volta dela. Terminado o ‘Paraíso’ o contemplamos; veio o sono, demos dois passos dali e adormecemos na grama. Sem fazer cair, a Bela Senhora senta-se no nosso ‘Paraíso’.

Ao despertar e não vejo nossas vacas chamo Maximino e subo o pequeno montinho. Tendo visto que as nossas vacas estavam repousadas tranquilamente , eu descendo dali e o Maximino subindo, quando, de repente, vi uma bela luz mais brilhante que o sol, e apenas consegui dizer estas palavras: “Maximino, vês, ali? Ah! Meu Deus!” Ao mesmo tempo deixou cair o bastão que segurava. Não sei o que de delicioso estava acontecendo comigo naquele momento, mas eu me sentia atraída, senti um grande respeito cheio de amor, e meu coração queria correr mais rápido do que eu. Eu olhei fixamente esta Luz que estava imóvel, e, como se tivesse aberto, percebi outra Luz muito mais brilhante, e que estava em movimento e, nesta Luz, uma Belíssima Senhora sentada sobre nosso ‘Paraíso’ com a Cabeça entre suas Mãos . Esta Bela Senhora se levantou, cruzou um pouco seus braços, e olhando-nos, nos disse:

 

“Aproximem-se, meus filhinhos, não tenham medo; Estou aqui para vos anunciar uma grande notícia.”

 

Essas palavras doces e suaves me fizeram voar até Ela, e meu coração havia desejado unir-se a Ela para sempre. Tendo chegado muito perto da Bela Senhora, frente a Ela, a sua direita, Ela começa seu discurso e também as lágrimas começaram a escorrer dos seus belos olhos.

 

“Se meu povo não quiser se submeter, sou forçado a deixar livre a Mão de meu Filho. É tão grave e pesada que não consigo mais segurá-la. Faz quanto tempo que sofro por vós! Se quero que meu Filho não vos abandone, devo rogar-lhe sem pausa. E quanto a vós, não fazeis caso disso. Por mais que rogueis, por mais que façais, jamais podereis recompensar a pena que peguei por vós.

 

Dei-lhes seis dias para trabalhar, reservei o sétimo e não quer se lembrar disso. É isso que torna tão pesado o braço do meu Filho. Quem dirige o carro não sabem falar sem colocar o Nome do meu Filho em seus juramentos. São as duas coisas que tornam tão pesado o braço do meu Filho.

 

Se a colheita estragou, é só por causa de vós. Fiz vos ver o ano passado com as batatas, vós não fizeram caso disso; pelo contrário, quando encontrais arruinadas jurais e usais o Nome do meu Filho. Vão continuar a estragar, e no Natal não haverá mais.

Se tens trigo, não precisa semear. Tudo o que semeeis, as bestas comerão, e o que cresce virará pó quando peneirado. Vai haver uma grande fome. Antes que venha a fome, as criancinhas com menos de sete anos terão um tremor e morrerão nas mãos das pessoas que as sustentam; o resto fará penitência com a fome. As nozes vão estragar, os cachos vão apodrecer.”

 

Aqui, a Bela Senhora, que me tinha encantada, ficou um momento sem se ouvir; via, no entanto, que continuou movendo graciosamente seus amáveis lábios como se estivesse falando. Maximino então recebeu seu segredo. Logo, dirigindo-se a mim, a Santíssima Virgem falou comigo e me deu um segredo em francês. Aqui está este segredo, tal como Ela me deu:

 

“Melania, o que vou lhe contar agora não permanecerá sempre um segredo. Poderá publicá-lo em 1858. Os Sacerdotes, Ministros de meu Filho, os Sacerdotes, por sua má vida, por sua irreverência e sua impiedade na celebração dos Santos Mistérios, por amor ao dinheiro, por amor à honra e prazeres, os Sacerdotes se transformaram em esgoto de impureza. Sim, os Sacerdotes clamam por vingança, e a vingança está pairando sobre suas cabeças. Desdita dos Sacerdotes e das pessoas consagrados a Deus que, por sua infidelidade e má vida, crucificam de novo meu Filho! Os pecados das pessoas consagradas a Deus clamam ao Céu e chama a vingança, e eis que a vingança está às suas portas, pois não há mais ninguém para implorar misericórdia e perdão para o povo; não há mais almas generosas, já não há mais pessoas dignas de oferecer a Vítima sem mancha ao Eterno em favor do mundo

 

Deus vai castigar de uma maneira sem precedente. Desditosos os habitantes da terra! Deus vai esgotar sua Cólera, e ninguém será capaz de escapar dos muitos males reunidos. Os líderes, os condutores do povo de Deus, se descuidaram a oração e a penitência, e o diabo obscureceu suas inteligências; se converteram nessas estrelas errantes que o velho diabo arrastará com sua cauda para fazê-los perecer. Deus permitirá que a antiga serpente coloque divisões entre aqueles que reinam, em todas as sociedades e em todas as famílias; sofrerão penas físicas e morais; Deus abandonará os homens a si mesmos e enviará castigos que continuarão por mais de trinta e cinco anos.

 

A sociedade está às vésperas das mais terríveis pragas e dos maiores acontecimentos; deve-se esperar ser governado por uma barra de ferro e beber o cálice da Cólera de Deus …

Itália será castigada por sua ambição de querer sacudir o jugo do Senhor dos Senhores; também ela será entregada à guerra, o sangue correrá por todas partes; as igrejas serão fechadas ou profanadas; os Sacerdotes, os religiosos serão expulsados; se lhes fará morrer e terão uma morte cruel. Muitos abandonarão a Fé e será grande o número de Sacerdotes e religiosos que se afastarão da verdadeira religião; entre essas pessoas haverá até Bispos. Que o Papa se cuide dos feitores de milagres, pois chegou o tempo em que as prodígios mais assombrosos acontecerão na terra e no ares …

 

Lúcifer e um grande número de demônios serão soltados do inferno: abolirão a fé pouco a pouco, incluso as pessoas consagradas a Deus; os cegarão de tal maneira que, a menos que por uma graça particular, estas pessoas tomarão o espírito desses anjos maus; muitas casas religiosas perderão totalmente a fé e perderão muitas almas.

 

Os maus livros abundarão sobre a terra e os espíritos das trevas espalharão por todas partes um relaxamento universal para tudo o que diz respeito ao serviço de Deus; terão grande poder sobre a natureza; haverá igrejas para servir a esses espíritos. De um lado a outro serão transportadas pessoas por estes espíritos maus e incluso sacerdotes, pois eles não terão se conduzido segundo o bom espírito do Evangelho, que é espírito de humildade, de caridade e zelo pela Glória de Deus. … Haverá por todas partes prodígios extraordinários, posto que a verdadeira fé foi extinta e a falsa luz ilumina o mundo. Desditosos os Príncipes da Igreja que se ocuparam apenas em acumular riquezas sobre riquezas, em salvaguardar sua autoridade e em dominar com orgulho.

 

O Vigário do meu Filho terá muito a sofrer, pois, por um tempo, a Igreja será abandonada a grandes perseguições; este será o tempo das trevas; a Igreja terá uma terrível crise.

 

Esquecida a santa fé de Deus, cada indivíduo quererá guiar-se por si mesmo e ser superior a seus semelhantes. Se abolirão os poderes civis e eclesiásticos, toda ordem e toda a justiça serão pisoteadas; só se verão homicídios, ódio, invejas, mentira e discórdia, sem amor pela pátria nem pela família.

 

O Santo Padre sofrerá muito. Eu estarei com ele até o fim para receber seu sacrifício.

 

Os malvados atentarão muitas vezes contra sua vida sem ser poder causar-lhe dano, mas nem ele nem seu sucessor… verão o triunfo da Igreja de Deus.

 

Os governos civis terão todos um mesmo designo, que será abolir e fazer desaparecer todo princípio religioso para dar espaço ao materialismo, ao ateísmo, ao espiritismo e toda classe de vícios…

 

Se verá a abominação nos lugares santos; nos conventos, as flores da Igreja apodrecerão e o demônio se fará como rei dos corações. Que aqueles que estão à cabeça das comunidades religiosas tenham cuidado com as pessoas que devem receber, pois o demônio fará uso de toda sua malícia para introduzir nas ordens religiosas pessoas entregadas ao pecado, já que as desordens e o amor dos prazeres carnais serão espalhados por toda a Terra.

 

França, Itália, Espanha e Inglaterra estarão em guerra; o sangue correrá pelas ruas, os franceses combaterão com os franceses, os italianos com os italianos; então haverá uma guerra geral que será terrível. Por um tempo, Deus não se lembrará da França nem da Itália, pois o Evangelho de Jesus Cristo já não é mais conhecido. Os malvados estenderão toda a sua malícia; se matará, se massacrará mutuamente até nas casas.

Ao primeiro golpe do raio de Sua espada, as montanhas e a terra inteira estremecerão de pavor, visto que as desordens e os crimes dos homens transpassam a abóbada dos Céus. Paris será queimada e Marselha será engolida pelo mar, muitas grandes cidades serão abaladas e engolfadas por terremotos: se acreditará que tudo está perdido; só se verão homicídios, só se ouvirão o barulho de armas e blasfêmias. Os justos sofrerão muito; suas orações, suas penitências e as suas lágrimas subirão até o Céu e todo o povo de Deus pedirá perdão e misericórdia, e pedirá a minha ajuda e a minha intercessão. Então, Jesus Cristo, por um ato de sua Justiça e Misericórdia, ordenará a seus Anjos que todos os seus inimigos sejam executados. De repente, os perseguidores da Igreja de Jesus Cristo e todos os homens entregados ao pecado perecerão, e a terra será como um deserto. Então haverá paz, a reconciliação de Deus com os homens. Jesus Cristo será servido, adorado e glorificado; a caridade florescerá em todos os lugares. Os novos reis serão o braço direito da Santa Igreja que será forte, humilde, piedosa, pobre, zelosa e imitadora das virtudes de Jesus Cristo. O Evangelho será predicado em todos os lugares, e os homens farão grandes progressos na fé, porque haverá unidade entre os obreiros de Jesus Cristo, e os homens viverão no temor de Deus.

Esta paz entre os homens não durará muito; vinte e cinco anos de abundantes colheitas farão esquecer que os pecados dos homens são a causa de todas as aflições que acontecem sobre a Terra.

 

Um precursor do anticristo com seus exércitos de várias nações combaterá contra o verdadeiro Cristo, o único Salvador do mundo; derramará muito sangue e quererá aniquilar o culto de Deus para se fazer ter como um Deus.

 

A Terra será atingida por todos os tipos de pragas (além da praga e da fome, que serão gerais); haverá guerras até a última guerra, que será travada pelos dez reis do anticristo, que terão todos um mesmo desígnio, e serão os únicos que governarão o mundo. Antes que isso aconteça, haverá uma espécie de falsa paz no mundo; só se pensará em se divertir; os malvados se entregarão a toda classe de pecados, mas os filhos da Santa Igreja, os filhos da Fé, meus verdadeiros imitadores, crescerão no amor de Deus e nas virtudes que me são mais queridas. Ditosas as almas humildes conduzidas pelo Espírito Santo. Eu combaterei com elas até que cheguem ao plenitude do tempo.

 

A natureza exige vingança para os homens, e, esperando o que deve acontecer na terra manchada de crimes, se estremece de pavor.

 

Treme, terra, tremais vós, aqueles que fazeis profissão de servir a Jesus Cristo e que por dentro adorais a vós mesmos; pois Deus vai entregá-los ao seu inimigo, visto que os lugares santos se encontram em corrupção; muitos conventos não são mais as casas de Deus, senão o pasto de Asmodeo e os seus.

 

Será durante este tempo que nascerá o anticristo, de uma religiosa hebreia, de uma falsa virgem que terá comunicação com a antiga serpente, o senhor da impureza; seu pai será bispo; ao nascer vomitará blasfêmias, terá dentes; será, em uma palavra, o diabo encarnado; lançará gritos terríveis, fará prodígios, só se alimentará de impurezas. Terá irmãos que, embora não sejam demônios encarnados como ele, serão filhos do mal; aos doze anos se notarão por suas valentes vitórias, logo estará cada um à cabeça dos exércitos assistidos por legiões do inferno.

 

As estações se alterarão, a terra só produzirá frutos ruins, os astros perderão seus movimentos regulares, a lua só refletirá uma fraca luz avermelhada; água e fogo darão ao orbe da terra movimentos convulsivos e terremotos horríveis que engolirão montanhas, cidades, etc.

 

Roma perderá a fé e se converterá na sede do anticristo.

 

Os demônios com o anticristo farão grandes maravilhas na terra e no ar, e os homens se tornarão cada vez mais pervertidos. Deus cuidará de seus servos fiéis e homens de boa vontade; o Evangelho será pregado em todos os lugares. Todos os povos e todas as nações terão conhecimento da Verdade!

Eu dirijo um apelo urgente à Terra; chamo os verdadeiros discípulos do Deus Vivente e Reinante nos Céus; chamo os verdadeiros imitadores de Cristo feito Homem, o único e verdadeiro Salvador dos homens; chamo meus filhos, meus verdadeiros devotos, aqueles que se entregaram a Mim para conduzi-los ao meu Filho Divino, aqueles que, por assim dizer, carrego em meus braços; aqueles que tem vivido de meu espírito; chamo, em fim, os Apóstolos do Últimos dos Tempos, os fiéis discípulos de Jesus Cristo que tem vivido no desprezo do mundo e por si próprios, na pobreza e na humildade, no desprezo e no silêncio, na oração e na mortificação, na castidade e na união com Deus, no sofrimento, e desconhecidos do mundo. É hora de sair e vir iluminar a terra. Vá e mostre-se como meus queridos filhos; Eu estou convosco e em vós, desde que a vossa Fé seja a luz que vos ilumina nestes dias de infortúnio. Que vosso zelo o torne como famintos pela glória e honra de Jesus Cristo. Combatem, filhos da Luz, vós, os poucos que veem, pois aqui é o Tempo dos Tempos, o fim dos fins.

 

A Igreja será eclipsada, o mundo ficará consternado. Mas aqui estão Enoc e Elias cheios do Espírito de Deus; eles pregarão com a força de Deus e os homens de boa vontade acreditarão em Deus e muitas almas serão consoladas; farão grandes progressos em virtude do Espírito Santo e condenarão os erros diabólicos do anticristo.

Desditosos dos habitantes da terra! Haverá guerras sangrentas e fomes, pragas e enfermidades contagiosas; haverá chuvas de um espantoso granizo de animais, trovões que sacudirão as cidades, terremotos que engolirão países; se ouvirão vozes nos ares, homens baterão suas cabeças contra as paredes; chamarão a morte e, por outro lado, a morte fará seu suplicio, o sangue correrá por todas partes. Quem poderá vencer, se Deus não diminui o tempo da prova? Pelo sangue, as lágrimas e as orações dos justos, Deus deixará submeter; Enoc e Elias serão mortos; Roma pagã desaparecerá; fogo do céu cairá e consumirá três cidades; o universo inteiro será sacudido de terror, e muitos se deixarão seduzir porque não têm adorado ao verdadeiro Cristo Vivente entre eles. É o momento; o sol se escurece; só a Fé viverá

 

Eis aqui o tempo; o abismo se abre. Eis aqui o rei dos reis das trevas. Eis aqui está a besta com seus súditos, chamando a si próprios de salvador do mundo. Se elevará com orgulho nos ares para ir até o céu; será afogados pelo sopro de São Miguel Arcanjo. Cairá, e a terra, que faz desde três dias estará em contínuas evoluções, abrirá seu seio cheio de fogo, ele ficará imerso para sempre com todo os seus, nos abismos eternos do inferno. Então a água e o fogo purificarão a Terra e consumirão todas as obras do orgulho dos homens e tudo será renovado: Deus será servido e glorificado.”

 

Após cinco anos de investigação, o Bispo de Grenoble, Philibert de Bruillard, reconhece a autenticidade da aparição. O Papa São Pio IX aprovou a devoção a Nossa Senhora de La Salette.

 

Segredos da Virgem: Os pastorzinhos afirmaram que seus dois segredos individuais lhes foram revelados poucos dias depois, em 25 de setembro de 1846, no local da aparição, embora a Virgem lhes tenha dito para não comentarem nem contar um ao outro até o ano 1858, dia em que se revelariam. Esses dois segredos foram enviados em 1851 ao Papa São Pio IX.

 

Existem duas versões do segredo de Melania, uma escrita por ela mesma em 1851, e outra publicada pela mesma autora em 1879 em Lecce, Itália, com a aprovação do Bispo dessa cidade.

 

O segredo da Santíssima Virgem Maria dado a Maximino dizia: “Se o meu povo continuar, o que digo virá mais cedo; se mudar um pouco, virá um pouco mais tarde. A França corrompeu o universo; um dia será castigada. A fé se extinguirá na França: três quartos da França não mais praticarão a religião, e a outra parte a praticará sem praticá-la. Mais tarde, as nações se converterão e a fé arderá de novo em todos os lugares. Um grande país do norte da Europa, agora protestante, se converterá, e com sua ajuda as demais nações do mundo se converterão. Antes que isso aconteça, haverá grandes desordens na Igreja e em todos os lugares. Então nosso Santo Padre o Papa será perseguido. Seu sucessor será um pontífice que ninguém espera. Então virá uma grande paz, mas não durará muito. Um monstro virá perturbá-la. Tudo o que eu digo virá em outro século.”

Se desconhece a impressão que essas misteriosas revelações tiveram sobre o Papa. Houve polemica sobre se o segredo publicado em 1879 era idêntico ao comunicado a Pio IX em 1851. A Santo Cura de Ars se mostrou indeciso sobre as aparições por algum tempo, mas posteriormente as admitiu como de origem sobrenaturais; São Maximino o visitou várias vezes. O Papa São Leão XIII recebeu a vidente Melania com mostras de particular predileção e conheceu todo o conteúdo do segredo. Ao ler um relato da vida de Santa Melania em 1910, o Papa São Pio X exclamou: “La nostra Santa!”, e recomendou que fosse introduzida imediatamente sua causa de beatificação.

 

O Senhor, no 125º aniversário, em 19 de setembro de 1971, disse ao então vidente Clemente Domínguez: “Ai, se tivessem ouvido as Mensagens de La Salette! Quantas coisas teriam sido evitadas! Pobre humanidade que caminha para o abismo! E pensar que só implorando o perdão, Eu sou generoso e perdoo em seguida! Mas é necessária vossa humilhação, para que Eu vos perdoe. Meu coração é pronto para perdoar. Mas também sou um Justiceiro com os soberbos e os derrubo.”

 

No dia 25 de setembro de 1971, em La Salette, a Santíssima Virgem Maria disse-lhe: “Meus queridos filhos: Obrigado por sua peregrinação a este Sagrado Lugar de La Salette… A humanidade está perdida! Há caído na soberba, no abandono das boas tradições. Está  dando as costas à sua Mãe Celestial: Eu, a Virgem Maria, Mãe de Deus e Mãe dos homens pelo Preciosíssimo Sangue derramado por Jesus na Cruz. A humanidade caminha cega, regida por iníquos pastores, pastores que não cuidam das ovelhas, pastores que vivem nos prazeres mundanos, pastores desviados: cardeais, bispos, sacerdotes, frades, monjas, irresponsáveis ​​do rebanho. Outra sorte seria a do mundo se as Mensagens que dei neste Sagrado Lugar teriam sido escutadas, estendidas e cumpridos. Mas, a maioria não acreditou; outros, os combateram; a outros, não lhes interessavam.

Aqui, em La Salette, anunciei muitos dos males que viriam à Igreja e ao mundo. E eles estão cumprindo ao pé da letra, e outros que têm de vir ultimamente. Se cumprirá até a última carta que Eu pronunciei neste Sagrado Lugar. Já vão vendo os esgotos que anunciei no século passado aqui em La Salette. Os ministros do Senhor, muitos deles, abandonam o altar para se casar e viver prazerosamente com uma mulher. Acaso creiais que isso não é apostasia? Ai daquele que põe a mão no arado e volta atrás! Aquele que se consagra Sacerdote permanece consagrado segundo a Ordem de Melquisedec e sempre será Sacerdote. E depois de sua morte, continuará sendo Sacerdote no lugar a qual tem sido designado. Eu já chorava, neste Lugar, pelos males que estavam por vir. Via como se ia pisotear a Sagrada Eucaristia. Como o Sangue do Divino Cordeiro ia a ser vilmente pisoteado por seus próprios ministros. Como ia chegar aquele tempo em que a Comunhão não ia dar o devido respeito. Chegou o tempo em que a Eucaristia está sendo desprezada, pisoteada. Os ministros do Senhor já o administram de qualquer forma, sem respeito ou veneração. Deveis saber, meus filhos, que a Eucaristia deve ser recebida com dignidade, com respeito, recolhimento, oblação e consagração a Deus. E a postura digna é de joelhos, dobrar o joelho diante da Majestade de Cristo Jesus, que deu a vida pela salvação dos homens, que se dá a comer e beber o seu Sangue, para estender as suas graças e a sua misericórdia… Humanidade! Jesus já está começando a retirada dos sacrários! Haverá cidades onde muito poucas igrejas estará realmente Cristo Jesus Sacramentado, porque muitos dos chamados Ministros do Senhor, são membros da maçonaria e não se consagram internamente. A humanidade se lembrará para sempre das palavras que disse aqui em La Salette, aos meus videntes do século passado, porque todas têm de cumprir-se. Mas, como sou vossa Mãe, a todos os que acudais a Mim, Eu vos protegerei. Estou sempre repetindo: vos protegerei, vos abraçarei, vos cobrirei com meu Santo Manto. Eu vos livrarei do Inimigo. Não andeis turbados pelos acontecimentos que estão por vir, porque Eu estarei com vós nos momentos mais terríveis. Não faltará vossa Mãe Celestial, como não faltou Jesus na Cruz. Foi abandonado por todos, mas tinha ali sua mãe, como vós tereis a Mim. … Acode massivamente  ao Sagrado Lugar de El Palmar de Troya, na Espanha, onde atualmente me apareço a alguns pobres pecadores, humildes e simples. E em cujo Lugar se ora intensamente por toda a humanidade, e daí sairão abundantes graças para a Igreja e para o mundo. … Minhas aparições atuais em El Palmar de Troya, na Espanha, salvarão a Igreja e o mundo. É a hora suprema da Ira do Pai; e este lugar de El Palmar, será para-raios da Ira Divina, por suas abundantes e devotas orações, seus sacrifícios e penitências. Todos aqueles acodem a El Palmar com frequência serão iluminados nos Últimos dos Tempos; caminharão em retidão; mas terão que orar com muita humildade, porque também receberão mais ataques do Inimigo.”

 

Em La Salette, a Santíssima Virgem Maria advertiu sobre os perigos que se aproximavam e advertiu o povo cristão como evitá-los. Quando se cumpriram as predições e chegava a apostasia de Roma, Maria Santíssima apareceu em El Palmar para dar uma última oportunidade de salvação a Igreja e preparar um refúgio para os fiéis seguidores de seu Divino Filho.

 

A Santíssima Virgem Maria sob a invocação de Lourdes, no dia 28 de janeiro de 1971, disse: “Observai os caminhos que faço percorrer este vidente filho meu (Clemente Domínguez): Lhe envio aos Santuários Marianos e às peregrinações e aos Lugares Santos de Aparições Celestiais. Desta forma vos ensino a unidade que deve existir entre os devotos das Aparições. Ninguém na terra tem o poder de impedir que Deus manifeste sua Onipotência em determinado lugar. Com isto quero dizer-vos, que o mesmo que me manifestei em Lourdes, o fiz em Fátima, La Salette, Pontmain, Bretanha, Guadalupe, Saragoça, Garabandal, Palmar de Troya, como também em muitos outros lugares.”